“Muitas vezes perdemos a paciência”: Papa Francisco pede desculpa por bater em mão de fiel

Na primeira missa de , o Papa Francisco defendeu que a defesa da paz e a construção de um mundo melhor exigem o respeito pela dignidade das mulheres, afirmando que a violência que lhes é infligida é profanação de Deus .

Toda a violência infligida às mulheres é profanação de Deus, nascido de uma mulher. A salvação chegou à humanidade, a partir do corpo de uma mulher: pelo modo como tratamos o corpo da mulher, vê-se o nosso nível de humanidade , afirmou o chefe da Igreja católica na homilia da missa de hoje na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

A celebração de de janeiro assinala também o .º Dia Mundial da Paz, na Igreja Católica.

Francisco referiu-se ainda a situações de exploração em que muitas vezes os corpos das mulheres são sacrificados no altar profano da propaganda, do lucro, da pornografia .

O Papa lamentou que enquanto as mulheres são, nas suas palavras, as fontes da vida , sejam continuamente ofendidas, espancadas, violadas, forçadas à prostituição ou forçadas a fazer abortos.

O líder dos católicos disse ainda que uma conquista para as mulheres é uma conquista para toda a humanidade .